gallery/bandeira_rio_grande_do_sul

APAC PELOTAS

gallery/logo fb
gallery/prision
gallery/fbac

"As coisas só tem significado quando nós as conhecemos".

                                                                                   Mario Otoboni

APACPICULTURA

COORDENADOR DO

PROJETO

 

Vejo a APAC PELOTAS com o sentido de extrair o melhor das pessoas, assim como o apicultor que tem que lidar com o ferrão para extrair o mel.  

E as comparações não se encerram aqui, pelo menos em minha mente, vejamos...

A abelha, com ferrão, brava, que ataca, que é arredia, faz um excelente trabalho à natureza, sem elas não existe vida, e ainda assim faz algo doce. 

                                               Deixo um poema do livro "Livros e flores de John Muir" que fala assim:

                              "Lide com um livro como abelhas lidam com as flores, extraia a doçura, mas não estrague"

O PROJETO APACPICULTURA

PARCEIROS NO PROJETO

Minha justificativa com relação ao projeto APACPICULTURA é porque acho interessante cultivar abelhas na área da Apac.

Também creio ser uma pratica sustentável e ecológica, no sentido de mostrar preocupação com o meio ambiente, haja visto a importância que este “ser” tem no processo de polinização e, portanto de continuação da vida além do belo exemplo de comunidade e fraternidade para os recuperandos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                  Futuramente, a Apac poderá se tornar receptora de enxames errantes pela cidade.

 

Produzir mel, em conjunto com outras culturas,  é interessante no sentido de que poderá se tornar uma pratica benefica à cidade. 

Quanto a produção e manutenção do apiário é algo que vai gerar lucros aos recuperandos e ajudará a instituição na auto sustentação, pois além da extração ser feita uma vez ao ano, a manutenção é baixa  portanto,  abrirá espaço para ocupar com outras culturas como de hortaliças por exemplo e, neste sentido as próprias abelhas poderão se tornarem aliadas na polinização.

Penso que poderá ser comercializado o mel, o própolis e ate mesmo a cera, e/ou usado o mel para fabricação de xaropes, quando aliado a cultura de ervas medicinais, por exemplo.

 

Já está sendo trabalhado pelos apenados, dentro da marcenaria do Presidio Regional de Pelotas (PRP), uma caixa modelo. Serão replicadas tantas quantas forem necessárias para a implantação do apiário.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                              Caixa modelo

gallery/img2
gallery/img2
gallery/gal_img_full_2
gallery/caixa
gallery/caixa1
gallery/caixa2

Copyright © 2019 ® Apac Pelotas | Todos os direitos reservados

gallery/marcos 3x4
gallery/marcos 3x4
gallery/marcos 3x4
gallery/marcos 3x4
gallery/logo-emater-grande
gallery/logo embrapa
A arrancada da Apacpicultura se deu dia 18 de junho/2019 no Presídio Regional de Pelotas (PRP)
CLIQUE AQUI E VEJA