gallery/bandeira_rio_grande_do_sul

APAC PELOTAS

gallery/logo fb
gallery/prision
gallery/fbac

"As coisas só tem significado quando nós as conhecemos".

                                                                                   Mario Otoboni

PACTO PELOTAS PELA PAZ -

Prevenção Terciária - APAC

O Pacto Pelotas Pela Paz, dentro do seu Eixo da Prevenção, especialmente na Prevenção Terciária, trouxe para Pelotas a proposta da APAC (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado) que tem por função gerenciar um Centro de Reintegração Social (CRS). A APAC é uma experiência brasileira, criada em 1972 pelo advogado e jornalista Mário Otoboni. Membro da pastoral carcerária, Otoboni percebia que o modelo prisional apenas cumpria o seu papel de privação de liberdade, deixando muito a desejar na questão da ressocialização. Otoboni tentou desenvolver essas questões dentro do modelo convencional, mas percebeu que seu trabalho não evoluía. Sentiu necessidade de poder oferecer uma alternativa de cumprimento de pena aos presos, especialmente réus primários que demonstrassem interesse em ter novas oportunidades para mudança de vida. Assim surgiu o primeiro presídio gerido por uma APAC. Hoje o modelo é forte no Estado de Minas Gerais, apoiado pelo Projeto Minas Pela Paz.

Recentemente tivemos a oportunidade de conhecer quatro CRS em funcionamento – Barracão/PR; Pouso Alegre/MG; Itaúna/MG e Caratinga/MG. Todas utilizam o método apaqueano, composto por 12 elementos fundamentais: Participação da Comunidade; Recuperando ajudando recuperando; Trabalho; Assistência jurídica; Espiritualidade; Assistência a Saúde; Valorização Humana; Família; O voluntário e o curso para sua formação; Centro de Reintegração Social; Mérito; Jornada de Libertação em Cristo. Diante do caos do modelo prisional nacional e mundial, a APAC é uma das poucas, senão a única alternativa comprovadamente eficaz na ressocialização, atingindo percentuais de 90% contra apenas 20% do modelo convencional. Além disso, por não possuir agentes penitenciários, nem armas, o custo de manutenção de cada preso dentro do CRS é de aproximadamente 1/3 quando comparado ao modelo convencional.

ALIMENTAÇÃO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONVIVÊNCIA INTERAÇÃO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OFICINAS

 

 

         

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

gallery/logo apac redondo
gallery/logo pacto pela paz
gallery/logo internacional
gallery/fba

Oficinas de chapeação, artesanato e serralheria.

Alimentação saudável, produtos comercializados na padaria da CRS, produção de café e milho.

Área de convivencia dos recuperandos e suas familias, praça e quadra de esportes.

Copyright © 2019 ® Apac Pelotas | Todos os direitos reservados

PREVENÇÃO TERCIÁRIA